• Profissionais de Psiquiatria da ULSBA veem trabalho publicado em editora mundial
  • Profissionais de Psiquiatria da ULSBA veem trabalho publicado em editora mundial

    Voltar
    13/02/2021

    Médico psiquiatra revela que, durante o último ano, houve um aumento de 400% na procura de primeiras consultas por parte dos profissionais de saúde.

    Pedro Moura e Ana Matos Pires, médicos psiquiatras da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), e Rui Ruivo, chefe do Gabinete de Gestão de Risco da mesma Unidade Local de Saúde, desenvolveram um trabalho conjunto que foi recentemente publicado num capítulo de um livro da Springer, editora mundial dedicada a textos científicos e médicos.

    Os três profissionais da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo são os autores do Programa de Gestão integrada dos Riscos Psicossociais nos profissionais da ULSBA (Progerpsi).

    O programa reúne profissionais com formações variadas como enfermeiros, técnicos de higiene e segurança, médicos, psicólogos, fisioterapeutas, com iniciativas nos domínios da prevenção primária, secundária e terciária.

    O Progerpsi pretende melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores que não apresentam doença mental, identificar os que estão em risco de a desenvolver e reduzir esse risco, oferecendo tratamento atempado aos que estão doentes e minorar a carga e incapacidade dessa doença, tal como explica Pedro Moura, coordenador do programa.

    Pedro Moura esclarece, ainda, que a pandemia tem exigido uma «carga acrescida» aos profissionais de saúde, facto que se tem refletido na saúde mental destes.

    O médico psiquiatra revela que, durante o último ano, houve um aumento de 400% na procura de primeiras consultas por parte dos profissionais de saúde que procuraram ajuda já com sintomas de doença mental.

    «É a ponta de um iceberg que estamos a descobrir agora», vinca Pedro Moura, referindo que, atualmente, estão a ser tomadas robustas do ponto de vista da prevenção.

    O também vice-presidente da secção de Psiquiatria Ocupacional da Associação Mundial de Psiquatria deixa claro que «esta situação é muito preocupante», acrescentando que a saúde mental tem que se tornar numa área prioritária.

    Leio o artigo completo. https://alentejo.sulinformacao.pt/2021/02/profissionais-de-psiquiatria-da-ulsba-veem-trabalho-publicado-em-editora-mundial/